Escolas

5 tendências de Gestão Escolar para 2021

Em parceria com o professor Renato Casagrande, revelamos as principais tendências na Gestão Escolar em 2021. Confira!

Alguns desafios que surgiram em 2020, devido à pandemia da Covid-19, vão permaneceram por um tempo, mas algumas mudanças tornaram-se parte do dia a dia, enquanto outros desafios surgiram.

Todas as áreas foram tão afetadas com a crise, e com a educação não foi diferente. Mesmo com as previsões de vacinação e com uma retomada de atividades presenciais que foram interrompidas durante o ano, especialistas estimam que muitas das mudanças trazidas pela pandemia não voltarão ao que eram antes.

 

Durante o evento Ticket para o Futuro, realizado pelo isaac em 9 de dezembro de 2020, o professor Renato Casagrande, autoridade em Gestão Escolar, trouxe algumas dessas mudanças que devem tornar-se parte ao atual momento que estamos vivendo, e ainda viremos. Ele também apontou alguns novos desafios que merecem atenção dos líderes escolares em 2021.

 

1) Educação híbrida trará uma combinação de ambientes de aprendizagem

O distanciamento social exigiu que as escolas adotassem o ensino a distância para garantir a continuidade das aulas. Muitas ainda não tinham uma estrutura preparada e tiveram que implantar tecnologias às pressas. Com a vacinação, o professor recomenda que as IEs adotem o modelo híbrido, onde parte das aulas são presencial, e a outra on-line.

“O novo normal vai exigir um novo comportamento. Não há mais sentido em continuar com a tarefa de casa como era, não há mais sentido em não conectar o aluno com o professor fora do horário e espaço da aula. Precisamos repensar a cultura escolar, que ainda é uma cultura de sala de aula regular, com quadro. Cuidado ao voltar! Cuidado com os velhos hábitos.”, alertou Casagrande.

 

2) Atenção para a retenção de alunos

Muitas escolas se preocupam mais com a captação de alunos e não se dedicam tanto à retenção de quem já faz parte do quadro discente. Estudos recentes do Instituto Casagrande apontam que o custo de perder estudantes é altíssimo.

Uma diminuição de 5% no número de alunos pode trazer uma diminuição de 45% de receita da escola, afinal, as contas fixas permanecem as mesmas, mas há menos mensalidades contribuindo para pagar por estes custos.

 

3) Criar conexões com as famílias e os alunos

Assim como realizar uma gestão humana e próxima será primordial, especialmente porque contribui com a satisfação dos familiares e alunos, além de um rígido controle da qualidade dos serviços oferecidos e de uma mensuração constante e isenta da satisfação dos clientes, a ligação que as pessoas da comunidade têm com a escola tem um efeito sobre a retenção de estudantes.

“Os seres humanos querem ser vistos, reconhecidos e fazer parte de alguma coisa. Espero que essa ‘alguma coisa’ seja a sua escola. As escolas bem sucedidas este ano foram as que tinham ótima conexão com os pais e com os alunos.”, comenta o professor.

 

4) Uma visão sistêmica da escola como negócio

Essa visão tornou-se importantíssima para o sucesso. Além da instituição, que olha para a principal atividade da escola, que é o pedagógico, o mantenedor deve se atentar para a organização, ou seja, a engrenagem que atua nos bastidores para que o pedagógico funcione.

Áreas como marketing, jurídico, RH e financeiro, junto a uma visão sistêmica para o interior do negócio, é fundamental que o diretor monitore constantemente o exterior, ou seja, o mercado.

É importante conhecer o tamanho do mercado, que percentual desse mercado sua escola detém (o chamado Market Share), qual a parte dos concorrentes, como o mercado cresceu, sua escola cresceu junto, o que seus concorrentes oferecem, Sua escola tem diferenciais e por ai vai...

 

5) Gestão financeira profissional e estruturada

É imperativa. Como afirma o professor Casagrande: “um estudo feito no Instituto Casagrande mostrou que as escolas que tiveram mais sucesso durante a pandemia foram as mais profissionalizadas em termos financeiros. As que tinham fluxo de caixa, um orçamento, uma gestão profissionalizada”.

E para isso, a escola pode contar com sistemas e parcerias que apoiem essa gestão. O isaac, por exemplo, é uma plataforma especializada que transforma as transações financeiras entre escola e famílias em um processo simples, digital e seguro. A receita da IE é garantida em uma única transferência bancária com total transparência, sem atrasos e livre de burocracia.


Com um olhar estratégico e sistêmico para a escola, basta ficar atento aos desafios que apontamos acima e tirar o máximo proveito dessas dicas para o sucesso da sua gestão. Se quiser mais informações, confira outros materiais que preparamos:

This is some text inside of a div block.

Receba nossa newsletter

Obrigado! Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Ops! Algum erro ocorreu ao cadastrar o seu e-mail.