Usamos cookies para personalizar e melhorar a sua experiência.
Para saber mais, consulte a nossa Política de cookies.

Fechar
Escolas

Métodos eficazes de planejamento escolar para o segundo semestre

No meio do ano letivo, as escolas se organizam para aprimorar o planejamento e já começam a estruturar a captação e retenção de alunos, evitando a evasão escolar

Marcada pelo retorno das aulas presenciais e pelos desafios educacionais em decorrência da pandemia da Covid-19, a primeira metade do ano letivo já está terminando Ufa!

Além de recarregar as energias, o que é essencial tanto para os diretores quanto para a equipe pedagógica, conforme mostra o artigo “Qual a importância das férias de julho em 2022?”, esse recesso também é um período significativo para realizar o planejamento escolar do segundo semestre.

Neste momento, os gestores aproveitam para avaliar o que foi desenvolvido nos primeiros meses e, então, analisam o que pode ser aprimorado para a nova etapa, que inicia em agosto.

E é também nesta fase que já começam a ser elaboradas as ações para a captação e retenção de alunos, com o intuito de evitar a evasão escolar.

Utilizando métodos eficazes, fica mais fácil identificar as boas práticas que devem ser mantidas e os pontos que podem ser melhorados. Veja a seguir, dicas valiosas que separamos para auxiliar você, gestor, neste processo!

Como fazer um planejamento escolar?

Algumas ações estratégicas podem te ajudar a direcionar as práticas que devem ser realizadas na sua escola no segundo semestre. Confira:

1. Mantenha um bom relacionamento com as famílias

O bom relacionamento entre escola e família afeta diretamente no desempenho acadêmico dos alunos. Por isso, é fundamental que a sua escola se aproxime dos responsáveis.

Ouvir as angústias, os medos e as dúvidas dos familiares também é uma ótima maneira para saber quais os pontos que podem ser fortalecidos no ambiente escolar.

Entretanto, nem todos se sentem à vontade para falar abertamente sobre o que pensam da estrutura da instituição, dos projetos pedagógicos, dos professores, da coordenação...

E uma iniciativa eficiente para conseguir essas respostas, que podem ser fundamentais para mensurar o que de fato precisa ser melhorado, é a realização de uma pesquisas de satisfação.

A partir da coleta de dados, que podem ser anônimos, essas iniciativas auxiliam os gestores escolares a identificarem quais os pontos fortes e fracos. Especialistas sugerem que, ao menos, uma pesquisa seja realizada no segundo semestre.

Confira nesse artigo a importância da pesquisa de satisfação para a gestão escolar.

2. Foque nas indicações para a captação de alunos

As indicações são consideradas umas das melhores práticas para a captação de alunos. O que as famílias falam da escola tem uma grande influência na decisão de outros responsáveis sobre onde matricular o filho.

Por isso, como dito anteriormente, manter um bom relacionamento com as famílias se mostra, mais uma vez, essencial. 

E para conseguir estimular as indicações, é recomendado pensar em formas de mostrar para aqueles que já estão fidelizados tudo aquilo o que a sua escola faz e o valor que ela tem na vida dos seus estudantes.

Você deve estar se perguntando como fazer isso na prática, não é mesmo? E sabia que a resposta pode estar na palma da sua mão? 

Isso mesmo! Ter um canal de comunicação com as famílias, como uma agenda escolar on-line, contribui para transmitir as mensagens de um jeito mais  claro e assertivo, com a garantia de que as informações serão entregues.

Evite deixar para se relacionar com os responsáveis apenas por comunicados oficiais, nas reuniões ou eventos escolares. Compartilhe o dia a dia!

Mostre o diferencial da sua instituição de ensino como uma ótima alternativa para reforçar os seus valores internos. Sabe aquela horta que as crianças estão construindo? Que tal enviar pelo canal de comunicação oficial e contar sobre o projeto?

Essa transparência aproxima e deixa o contato mais humanizado com as famílias, para que sintam-se mais acolhidas e participativas nas vidas das crianças e dos adolescentes.

3. Deixe de lado as burocracias da matrícula

É cada vez mais crescente o número de famílias que buscam por meios  mais modernos para pagar a mensalidade escolar. Se o boleto bancário já deixou, em muitas instituições de ensino, de ser a única maneira para efetuar o pagamento, não há motivos para deixar burocrático o processo de matrícula, não é mesmo?

Mas a gente que trabalha com Educação sabe que com a correria do dia a dia, os compromissos de trabalho e os cuidados com as crianças, facilidade e agilidade são duas palavrinhas que podem fazer a diferença para muitos responsáveis pelos alunos.

Pode ser um grande diferencial oferecer às famílias a possibilidade de fazer a matrícula de forma digital. Já parou para pensar que essa comodidade pode até mesmo impulsionar as matrículas na sua escola?

Escreva um passo a passo, explicando como funciona e o que é preciso ser feito. Desde o envio da proposta, até a assinatura do contrato e o pagamento, tudo pode ser executado por meio de ferramentas digitais, sem erros e sem complicações!

A importância do planejamento escolar

Já deu para perceber que o segundo semestre é um momento estratégico para as instituições de ensino, não é mesmo? As ações que forem realizadas nestes meses impactam na captação e retenção de alunos, contribuindo até mesmo para reduzir a evasão escolar.

Sendo assim, o planejamento escolar tem um papel fundamental dentro da escola. A partir dele são estabelecidas metas e diretrizes, que orientam todos os colaboradores e auxiliam diretamente no desempenho dos alunos.

Por isso, agora podemos considerar esse o momento ideal para avaliar todos esses pontos e aprimorar tudo aquilo o que for necessário para o segundo semestre. Vamos nessa?

Se quiser se aprofundar sobre este assunto, baixe o e-book gratuito “Como preparar a escola para o segundo semestre de 2022?.

 

Equipe pedagógica também deve participar do planejamento

Uma outra ação que é super indicada para garantir o sucesso na hora de avaliar o desempenho do primeiro semestre e refletir sobre as mudanças necessárias, é envolver a equipe pedagógica.

Convide os professores para participarem do planejamento escolar. Afinal, são os docentes que estão na sala de aula todos os dias com os alunos.

Incentive-os a compartilhar as experiências, avaliarem os bons resultados alcançados e o que pode ser aprimorado.

Ouvir a equipe pedagógica, aceitar as críticas e sugestões, além de contribuir com o próprio processo de criar o planejamento, é importante até mesmo para promover um maior engajamento da equipe, que se sente parte do time, favorecendo sua motivação.

É importante lembrar que os últimos anos também foram bastante desafiadores para os professores, que precisaram se adaptar com muita agilidade diante de tanta transformação educacional, devido à pandemia.

Aproveite para ler esse artigo sobre “como realizar o planejamento do segundo semestre em meio a um cenário de incertezas?”.

Mensalidades em dia, o ano todo, sem dor de cabeça
Quero o isaac na minha escola
Luiza

Receba nossa newsletter

Obrigado! Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Ops! Algum erro ocorreu ao cadastrar o seu e-mail.