Usamos cookies para personalizar e melhorar a sua experiência.
Para saber mais, consulte a nossa Política de cookies.

Fechar

Está curtindo o conteúdo?

O Boletim isaac entrega semanalmente, na sua caixa de entrada, mais materiais como esse.
Inscreva-se aquiNão quero me inscrever.
Pedagógico

Como dar feedbacks aos alunos

O feedback é fundamental para alinhar a expectativa dos estudantes com a dos professores. Ou seja, com um retorno claro e objetivo, o aluno saberá o que o educador espera e o que deve melhorar

Publicado em
20/5/2024
08 min
💡 Dica: se a palavra estiver azul, ela é clicável e te leva ao link com mais detalhes!

Dar feedback aos alunos é uma parte fundamental do processo educacional. Quando feito de forma eficaz, o feedback não apenas informa os alunos sobre seu desempenho, mas também os capacita a melhorar e crescer em seu aprendizado. Listamos algumas estratégias e práticas recomendadas para dar feedback aos alunos de maneira construtiva e significativa. Confira!

1. Seja específico e direto

Ao fornecer feedback aos alunos, seja claro e específico sobre o que eles fizeram bem e onde precisam melhorar. Evite generalizações vagas e forneça exemplos concretos para ilustrar seus pontos. Isso ajuda os alunos a entenderem exatamente o que estão fazendo certo e o que podem fazer para melhorar.

2. Equilibre elogios e sugestões de melhoria

É importante equilibrar feedbacks positivos com áreas de melhoria. Reconheça os esforços dos alunos e elogie seus pontos fortes, mas também identifique áreas onde podem crescer e se desenvolver. Isso mostra aos alunos que você valoriza seu trabalho, ao mesmo tempo em que os desafia a alcançar seu pleno potencial.

3. Promova a reflexão e o autodescobrimento

Incentive os alunos a refletirem sobre seu próprio trabalho e a identificarem áreas de melhoria por conta própria. Faça perguntas abertas que os incentivem a pensar criticamente sobre seu desempenho e a identificar maneiras de progredir. Isso promove o autodescobrimento e capacita os alunos a se tornarem aprendizes mais autônomos.

4. Seja oportuno e consistente

Forneça feedback o mais rápido possível após uma tarefa ou atividade, para que os alunos possam aplicar as informações imediatamente. Além disso, seja consistente em sua abordagem de feedback, para que os alunos saibam o que esperar e possam confiar em sua orientação.

5. Construa um relacionamento de confiança

Estabeleça um ambiente de sala de aula onde os alunos se sintam seguros para receber feedback e fazer perguntas. Construa relacionamentos de confiança com os alunos, demonstrando empatia, respeito e apoio em seu processo de aprendizagem. Isso ajuda a criar uma cultura de aprendizado positiva e colaborativa.

Exemplos de feedbacks para alunos

Situação 1 – em uma redação de inglês:

Elogio: “Seu uso de vocabulário variado nesta redação é impressionante!”

Sugestão de melhoria: “No entanto, observei alguns erros gramaticais. Preste atenção especial à concordância verbal em parágrafos específicos”.

Situação 2 - em um projeto de ciências:

Elogio: “Você demonstrou uma compreensão sólida do método científico em seu projeto!”

Sugestão de melhoria: “Para futuros projetos, experimente elaborar hipóteses mais específicas e testáveis para orientar sua pesquisa.”

Situação 3 - em uma apresentação oral:

Elogio: “Você demonstrou excelente habilidade de comunicação ao apresentar suas ideias de forma clara e envolvente!”

Sugestão de melhoria: “Tente fazer contato visual com a plateia com mais frequência para aumentar o envolvimento e a conexão.”

Como dar feedbacks construtivos

Dar feedback efetivo aos alunos é uma arte essencial no ensino. Esse processo não só ajuda a melhorar o desempenho acadêmico, mas também fortalece a autoestima dos estudantes e motiva o aprendizado contínuo. Abaixo, segue algumas dicas e exemplos sobre como fornecer feedbacks construtivos que realmente fazem a diferença.

Compreenda a Importância do feedback construtivo

Feedback construtivo é aquele que orienta, corrige e incentiva, tudo ao mesmo tempo. Ele é essencial para o desenvolvimento do aluno, pois oferece uma visão clara sobre o que foi feito corretamente e o que pode ser melhorado. Ao invés de simplesmente apontar os erros, o feedback construtivo ajuda o aluno a entender como fazer melhor na próxima vez.

Exemplos de feedbacks construtivos

Em uma redação

Feedback genérico: “Sua redação precisa de melhorias.”

Feedback construtivo: “Você apresentou bons argumentos na introdução de sua redação. No entanto, percebi que os parágrafos do desenvolvimento estão um pouco desconexos. Que tal tentar usar conectivos para melhorar a fluidez entre as ideias? Isso pode ajudar a fortalecer seu argumento principal.”

Em matemática

Feedback genérico: “Você errou a questão 3.”

Feedback construtivo: “Você aplicou corretamente a fórmula no início da questão 3, o que é ótimo. Contudo, parece que houve um pequeno erro no cálculo final. Sugiro revisar os últimos passos. Quer que revisemos juntos essa parte?”

Em projeto de ciências

Feedback genérico: “Seu projeto foi interessante.”

Feedback construtivo: “Você escolheu um tema fascinante para o seu projeto de ciências, e sua apresentação visual foi muito atraente. Percebi que algumas informações estavam faltando para apoiar sua hipótese. Para a próxima vez, talvez você possa incluir mais dados experimentais para fortalecer suas conclusões. Isso poderia ser um ótimo adicional.”

Mais dicas podem ser conferidas com a leitura do artigo

O que você achou desse conteúdo?
Mensalidades em dia, o ano todo, sem dor de cabeça
Quero o isaac na minha escola
Gostou do conteúdo? Compartilhe: